Seguidores

domingo, 4 de julho de 2010

LEM - INGLÊS/GÊNERO TEXTUAL: Bilhetes

EXPECTATIVAS DE ENSINO E APRENDIZAGEM:
• Utilizar conhecimentos prévios para reconhecer o gênero discursivo bilhete.
• Escrever um exemplar do gênero na Língua Portuguesa.
• Definir o tipo de gênero e sua situação de produção (para quem escreve e com
que intenção).
• Ler e compreender textos utilizando-se de estratégias de leitura, de palavras cognatas e das estruturas gramaticais aprendidas.
• Aprender as estruturas linguísticas trabalhadas durante as etapas da sequência.
• Utilizar apropriadamente as estruturas linguísticas aprendidas para a produção
de textos do gênero em estudo.
• Produzir textos do gênero ‘bilhete’ levando em consideração suas características,
sua situação de produção e as estruturas linguísticas aprendidas.
• Reescrever o texto produzido visando a clareza e as características do gênero.
• Entender e ser entendido utilizando a Língua Inglesa.

CONTEÚDOS
• Leitura e compreensão de textos.
• Gênero textual: bilhete.
• Vocabulário: horas, lugares, datas.
• Escrita: produção de um exemplar do gênero discursivo bilhete.
• Aulas previstas: 07

O objetivo maior desta sequência é que os estudantes escrevam bilhetes para marcar
encontros com amigos ou amigas nos lugares frequentados por eles no município onde
moram. No entanto, esse gênero poderá ser usado durante todo o ano letivo com objetivos diferentes, tais como: expressar afetividade por alguém, fazer convites, deixar recados etc.
Sabemos que o bilhete é uma espécie de carta reduzida, portanto, possui uma narrativa
breve. A linguagem utilizada geralmente é informal e os objetivos expressos são claros. Por ser um gênero de correspondência, será preciso que você reveja ou trabalhe com números, datas, lugares, conforme relacionamos nos conteúdos. O importante é que nenhuma classe gramatical seja trabalha de forma estanque, desvinculada dos diversos textos orais e escritos.

DIAGNÓSTICOS DOS CONHECIMENTOS PRÉVIOS:
Atividade - O que é bilhete?
Número previsto de aula: 01
Expectativas de aprendizagem:
• Utilizar conhecimentos para reconhecer o gênero discursivo bilhete.
• Escrever um exemplar do gênero na língua portuguesa.

Professor (a),
A primeira atividade desta sequência, conforme o próprio nome sugere, é o diagnóstico
dos conhecimentos prévios dos estudantes acerca do gênero. Pretende-se observar
o quão familiarizados eles são com esse gênero discursivo e até mesmo quais
características do mesmo já conhecem.
Pergunte-lhes se costumam escrever ou receber bilhetes, para quem os escrevem
ou de quem os recebem, por que esse tipo de correspondência é tão utilizado, se costumam encaminhá-lo para pessoas que moram em outra cidade etc.
Em seguida, proponha que escrevam um bilhete, em Língua Portuguesa, marcando
um encontro com um de seus amigos(as) em uma lanchonete da cidade. Diga que os
colegas lerão os bilhetes que receberam, e que, portanto, ele deve ser claro e objetivo.
Ao terminarem de escrever, proponha que troquem os bilhetes uns com os outros.
Circule pela sala e leia alguns dos bilhetes que escreveram, assim você terá uma noção de que linguagem utilizaram, se dataram o bilhete e se colocaram o nome da pessoa para quem ele é endereçado. Após esse momento, peça para que observem se o bilhete que escreveram está de acordo com as perguntas que você irá fazer.

1. Vocês entenderam o bilhete escrito por seu colega?
2. Que tipo de linguagem utilizaram para escrever o bilhete: formal ou informal?
3. Você foi objetivo? Que informações continham no bilhete?
4. O local, a hora e a data do encontro fi caram claros? Você se lembrou de colocar
a data e o local em que o bilhete foi escrito?

Com a leitura que você fez de alguns bilhetes escritos por seus alunos e a socialização feita com base nas perguntas, os objetivos desta primeira atividade poderão ser alcançados. É importante que os alunos percebam que algumas informações são importantes para a compreensão de quem lê o bilhete. Essas mesmas informações são características peculiares desse gênero como o uso de linguagem simples e informal, o uso de datas, etc, portanto, deverão estar presentes nos textos escritos na Língua Inglesa.

AMPLIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS
Atividade 1. Leitura de um exemplar do gênero na Língua Inglesa
Número previsto de aulas: 01
Expectativas de aprendizagem:
• Definir o tipo de gênero e sua situação de produção (para quem escreve e com
que intenção).
• Ler e compreender textos utilizando-se de estratégias de leitura, de palavras cognatas e das estruturas gramaticais aprendidas.

Professor (a),
Devido à dificuldade de se conseguir exemplares autênticos de bilhetes – o que seria
o ideal – a equipe elaborou os três textos que serão trabalhados nas duas atividades
de ampliação. Eles se encontram em anexo, juntamente com outros exemplares que
retiramos de sites da internet, os quais você poderá utilizar caso queira que seus estudantes utilizem esse gênero para outras finalidades.

Ana,
Júlio’s birthday party will be at Badalação Snack Bar, at 5 P.M.
Wait for you there,

Meg.

O texto acima é um bilhete de Meg para Ana marcando um encontro na lanchonete
“Badalação” às 17 horas para comemorar o aniversário de Júlio. O objetivo da
atividade é que os estudantes reconheçam as características do gênero e leiam o texto
utilizando-se de estratégias como inferência, conhecimento de mundo e os conhecimentos na Língua Inglesa adquiridos até então.

Distribua cópias dos textos para os alunos e peça para que os leiam. Por mais
que seja um texto simples, achamos relevante que você faça perguntas que podem
auxiliar os estudantes a inferir significados durante a leitura do mesmo. Acreditamos
que ao ensinar nossos alunos (as) a utilizarem diferentes estratégias de leitura, esses poderão se tornar leitores mais competentes na Língua Inglesa, o que contribuirá imensamente para o processo de letramento que devem vivenciar na educação básica.
Assim questione:
1. É possível perceber que gênero discursivo é esse?
2. Em que data o bilhete foi escrito?
3. Quem escreveu o bilhete? Para quem ele é endereçado?
4. Há palavras que podem ser compreendidas? Se sim, circule-as.
5. O que a palavra “badalação” sugere?
6. Há algum horário especificado?
7. A palavra ‘birthday’ é familiar? Quando saudamos as pessoas dizendo ‘happy birthday’, o que estamos desejando?

Após a leitura, chame a atenção dos estudantes para as características do gênero
e seu uso social. Pergunte que tipo de linguagem foi utilizada pela autora. Pergunte
também sobre a narrativa (longa ou breve). Por ser um gênero de correspondência, é
usual datarmos o dia em que escrevemos o texto. Faça com que percebam a data como
um dos recursos próprios do bilhete, da carta, do e-mail etc.
Para finalizar, diga para anotarem em seus cadernos o que é um bilhete e para
quê é utilizado. Peça também que anotem o que caracteriza esse gênero discursivo:
linguagem informal, narrativa breve, uso de datas etc.

Atividade 2. Leitura de dois exemplares do gênero com foco na estrutura da língua
Número previsto de aulas: 01 ou 02
Expectativas de aprendizagem:
• Aprender as estruturas linguísticas.
• Entender e ser entendido utilizando a língua inglesa.

Goiania, May 4, 2009.
Meg,

Meet Carlos and me for lunch at Bom Gosto Restaurant, at noon.
Call me 7417 9600,

Ana.

Em um cartaz, escreva o texto acima sem as seguintes palavras: May 4 – lunch – at
– noon. Escreva-as em tarjas. Deixe espaço suficiente para que as tarjas caibam nos
espaços. Mostre o cartaz e as tarjas para os estudantes e peça para que indiquem quais palavras devem preencher as lacunas. Explique o signifi cado da palavra ‘lunch’ (almoçar) e da preposição ‘at’. Em seguida, peça que leiam o texto no cartazete novamente para verifi car se as escolhas feitas estão corretas.
Sugerimos que você leia o texto em voz alta para que os estudantes se apropriem
do som das palavras. Eles também podem ler o texto em voz alta desde que essa prática não sirva apenas para a correção dos equívocos fonéticos que podem cometer.
Em seguida, explique também o sentido do verbo meet (encontrar) e da expressão
let`s (vamos). Peça para que falem como poderíamos dizer: ‘encontre-me no clube’ ou
‘vamos nos encontrar no clube’ em Língua Inglesa. É importante que você retome o
bilhete trabalhado nesta atividade. Para isso, sugerimos mais uma vez que você utilize perguntas que os auxiliem a refl etir sobre o texto – a estrutura e as marcas linguísticas utilizadas, sua situação de produção, etc , para compreendê-lo melhor.

1. Qual era o objetivo de Ana ao escrever o bilhete para Meg?
2. Qual verbo demonstra que a intenção é a de marcar um encontro?
3. O local e hora do encontro estão especificados?
4. A preposição ‘at’ foi utilizada para especificar o quê?

Comente mais uma vez com os estudantes que essas são informações importantes
para a compreensão de quem lê o bilhete. Após esse comentário, incentive seus estudantes a pensarem nos locais que costumam frequentar ou nos locais mais interessantes na cidade para marcar um encontro com alguém. A medida que forem falando, registre as palavras no quadro em Língua Inglesa de modo que eles possam aprender o nome desses lugares na língua em estudo. Incentive-os também a falarem os nomes dos lugares utilizando a preposição ‘at’ (at the club, at the cinema, at the supermarket, etc).
Em seguida, distribua cópias do bilhete abaixo. O objetivo é que eles completem as
lacunas com as palavras que acharem mais apropriadas. O importante é perceber até
que ponto compreenderam e se conseguem utilizar o que foi trabalhado. O bilhete
original encontra-se nos anexos desta sequência, mas é fundamental que os estudantes
façam a atividade a partir de seus conhecimentos.

Activity – Complete with suitable words the blanks on the note bellow:

Alto Piquiri, ______________ , 2010.
__________,
Let`s ___________ at the _________
__________?.
Call me.
_________________

Dependendo do desempenho que tiverem, você poderá propor a próxima etapa,
que é produção de bilhetes em Língua Inglesa, para marcar encontro. Caso não tenham
um bom desempenho, sugerimos que você trabalhe com mais exemplares do gênero, utilizando-se de atividades diversificadas.

SISTEMATIZAÇÃO DOS CONHECIMENTOS
Atividade 1. Produção individual de um exemplar do gênero
Número previsto de aulas: 01
Expectativas de aprendizagem:
• Utilizar apropriadamente as estruturas linguísticas aprendidas para a produção
de textos do gênero em estudo.
• Produzir textos do gênero bilhete levando em consideração suas características,
sua situação de produção e as estruturas linguísticas aprendidas.

Professor (a),
Sempre que se propõe a escrita de textos, seja na Língua Portuguesa ou em
uma língua estrangeira, deve-se considerar a situação de produção do gênero, suas
características e marcas linguísticas, além da estrutura da língua que se ensina. Um
outro fator importante é que a escrita fi nal seja publicada ou divulgada. Se os alunos produzirem textos de gêneros de correspondência, por exemplo, esses deverão ser encaminhados aos leitores. A escrita não deve ser utilizada apenas paras fi ns avaliativos.
Portanto, o primeiro passo é propor uma situação de produção. Peça para que os
estudantes convidem um colega da sala de aula para marcar um encontro envolvendo
alguma atividade que eles gostam de fazer ou que considerem interessante.
O convite não será feito oralmente, mas por meio de um bilhete que eles terão que
escrever observando o que foi aprendido nas últimas aulas. Sendo assim, diga para
comentarem o que é importante conter no bilhete, que tipo de linguagem se utiliza,
que verbo em Língua Inglesa corresponde ao verbo ‘encontrar’ na Língua Portuguesa,
etc. Oriente-os a consultarem os bilhetes lidos em sala de aula com a condição de que
o texto deles seja autêntico e não mera cópia dos que foram trabalhados.
Os bilhetes não deverão ser encaminhados sem que haja uma revisão e uma reescrita
dos mesmos. É preciso recolhê-los para verifi car como fi caram as produções.

Atividade 2. Reescrita dos textos produzidos Número previsto de aulas: 01
Expectativas de aprendizagem:
• Reescrever o texto produzido visando a clareza e as características do gênero.

Você poderá propor uma reescrita coletiva ou individual dos textos. A reescrita
individual deve ser feita observando as correções que você propuser, já a reescrita coletiva deve ser feita observando os passos explicitados no Box abaixo.

Para proceder uma reformulação de ordem geral, visando clareza:
- selecione, dentre os textos produzidos pelos estudantes, um que seja representativo dos problemas da classe (ou
seja, que apresente pelo menos um problema signifi cativo para a classe como um todo);
- coloque o autor do texto em lugar de destaque;
- copie na lousa o texto (ou traga o texto já copiado em papel pardo) corrigido em seus aspectos ortográficos;
- peça para que verifi quem se o texto contem as características do gênero, o objetivo do texto e as informações necessárias para a compreensão do leitor (local do encontro, data e hora);
- vá reescrevendo o texto no quadro com as alterações sugeridas;
- oriente os estudantes a comparar o texto original e o texto reescrito. Em seguida, eles deverão fazer o mesmo com o texto que escreveram.

► Após a reescrita dos textos, os estudantes poderão passá-los a limpo e encaminhar
para os colegas. Achamos importante que os colegas leiam o bilhete e os socializem.
Os alunos (as), em círculo, poderão dizer para quê foram convidados, se gostaram da
experiência e se gostariam de responder ao bilhete que receberam, escrevendo um
outro bilhete.
Você também poderá ensiná-los a agradecer o bilhete oralmente. É fundamental
manter um clima agradável em sala de aula. Os fatores afetivos são importantes para
garantir uma aprendizagem com qualidade, conforme afi rmam alguns pesquisadores
da área de educação.

REFERÊNCIAS
- Línguas estrangeiras e o ensino dos gêneros discursivos: referenciais para um trabalho com foco na função social da linguagem. In: Reorientação Curricular do 1º ao 9º ano. Currículo em Debate. Caderno 5. Expectativas de aprendizagem – convite à refl exão e à ação. Versão preliminar. Secretaria de Estado da Educação de Goiás. Goiânia, 2006.
- Sequências Didáticas – Convite à Refl exão e à Ação. Reorientação Curricular do 1º
ao 9º ano. Currículo em Debate. Caderno 6. Versão preliminar. Secretaria de Estado
da Educação de Goiás. Goiânia, 2009.
- http://www.educacao.go.gov.br/
- http://vi.sualize.us/tag/written/







Nenhum comentário:

Postar um comentário