Seguidores

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Ser Professor...rsrsrsrs...

Meus colegas professores tem que concordar comigo que, o período de correção de prova é extremamente estressante, não é?
Porém, nos deparamos com cada resposta... 
Encontrei algumas coisinhas na net e resolvi postar como uma espécie de "homenagem" pelo nosso dia que está chegando. 
Para ampliar as imagens, clique sobre elas, ok!!! Vale a pena!! 











6110

111

digitalizar



                                                
15













 





FONTE: 
www.google.com.br/imagens

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Sugestões de atividades pedagógicas para o uso do Filme: BEE MOVIE


Bee Movie

Ficha técnica do filme

Título no Brasil:  Bee movie – a história de uma abelha
Título original:  Bee movie
País de origem:  EUA
Gênero:  Animação
Classificação etária: Livre
Tempo de Duração: 91 minutos
Ano de lançamento:  2007
Site oficial:  http://www.beemovie.com
Estúdio/Distrib.:  Paramount Pictures Brasil
Direção:  Steve Hickner/Simon J. Smith

Sinopse

O filme mostra o mundo das abelhas sob a ótica das abelhas, ou seja, diferente do olhar
humano.
Assim, Barry Benson, uma abelha recém-formada, decide processar os humanos pela
apropriação indevida do mel.
O filme mostra, de modo claro, a necessidade do equilíbrio nos ecossistemas e da
codependência entre todas as espécies vivas para a sustentabilidade da vida na Terra.

Crítica do filme

“ A animação Bee movie é uma forma encantadora de analisarmos a nossa sociedade,
o mundo das abelhas e as relações de interdependência entre os sistemas e
ecossistemas. Além disso, o jogo de palavras envolvendo a temática do mel é muito
bacana! Mel-ravilhoso mesmo!”                                       Danielle Lourenço – Pedagoga

Sugestões pedagógicas

1) A Vida das Abelhas.

Para perfeita compreensão do filme, seria interessante que os alunos tenham
orientações iniciais sobre a vida das abelhas.
Alguns sites interessantes:

2) Sociedade.

Depois disso, proponha uma análise. O filme retrata situações que refletem a
sociedade das abelhas e outras que refletem a sociedade humana. Quais são elas?

3) Conceito de equipe.

Bee movie deixa muito claro o conceito de equipe, mencionando a importância das
pequenas tarefas para a realização do todo.
Solicite aos alunos que identifiquem no filme em que momentos este conceito aparece.
Em seguida, peça que transponham estas situações para o cotidiano escolar e familiar.
Onde estou? Qual minha função e importância neste grupo?.

4) Exploração da natureza.

O personagem principal, Berry Benson, questiona a exploração ao mel das abelhas.
Argumente com seus alunos:
a) Realmente os humanos exploravam as abelhas?
b) Que outros reinos da natureza são explorados na natureza?
c) Até que ponto o homem pode usufruir da natureza?

5) Ecossistemas.

Trabalhe o conceito de interdependência entre os ecossistemas, questionando os
alunos sobre o que acontece quando as abelhas vencem a batalha judicial e param
de trabalhar.

6) Polinização.

Peça aos alunos que expliquem por que o processo de polinização é fundamental para
os humanos.

7) Equilíbrio ambiental.

Ao final do filme, Barry torna-se um advogado “animal” e recebe em seu consultório uma
vaca reclamando da usurpação do seu leite.
Como podemos viver em harmonia com os demais seres vivos? Como conseguir este
equilíbrio ambiental?

8) Palavras.

O filme brinca muito com as palavras de modo a relacioná-las ao tema abelhas.
Mel-ravilhoso! Favo-loso! Mel-lênio! Abelhar! Proponha uma brincadeira. E se o filme
fosse sobre cães? Que palavras poderíamos criar?

9) Atividade com os Pais.

O filme pode ser muito interessante para trabalharmos com os pais! Alguns aspectos que
podem ser abordados: a escolha precoce das profissões na transição do Ensino Médio
para a faculdade; pais que não escutam seus filhos; sucessão familiar; a descoberta da
vida fora da colmeia – descoberta do mundo exterior e rompimento do cordão umbilical
familiar; como acontece o despertar da verdadeira vocação; a escolha das namoradas,
que não podem ser vespas nem aranhas.

10) Jogos em Inglês.

O site oficial do filme está em inglês, mas há jogos bem interessantes. Que tal uma parceria
com a “teacher” da sua escola?

11) O mundo das abelhas - Extras.

Nos extras do DVD é possível fazer perguntas pré-formuladas ao Barry Benson. Algumas
são apenas reprises de momentos vistos no filme, mas outras são favo-losas para aprender
mais sobre o mundo mel-ravilhoso das abelhas!

Links complementares

Site oficial do filme: http://www.beemovie.com

FONTE:
Por Danielle Lourenço

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Coleção Itaú de livros Infantis

Que legal!!! Postei no dia 22 de setembro um recadinho sobre as doações de livros feitas pelo Itaú.
Bom, eu também fiz meu cadastro e confesso que já tinha até esquecido...Mas também com essa história de greve nos correios : )
E imaginem a minha surpresa ao chegar do trabalho hoje e me deparar com um amontoado de correspondência e... dancinha da alegria para os livros infantis que o Itaú me enviou e que minha filha adorou!!!

São eles:
- Chapeuzinho Amarelo (Chico Buarque)
- Adivinha quanto te amo (Sam McBratney)
- Festa no Céu (Angela Lago)
Chiquérrimo, não é!!!!


Se você ainda não recebeu os seus, é fácil, aproveite... aí está o link!!!
http://www.itau.com.br/itaucrianca/

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Sugestões de Atividades Pedagógicas



1. ESTUDO DA INFLUÊNCIA DA CULINÁRIA AFRICANA NA DIETA BRASILEIRA
a) Português e Literatura: Levantamento do léxico relacionado aos hábitos alimentícios e pratos típicos; os professores poderão incentivar o estudo e a pesquisa lexical dos ingredientes e pratos utilizados na culinária com intervenção africana, dos nomes e suas origens africanas; construção de cadernos de receitas de comidas e bebidas típicas com ilustrações e também a confecção de cartazes pelos alunos a serem expostos nos refeitórios; feijoada, quiabo, canjica, abará, bobó de camarão, xinxim de galinha, aluá, broa, acarajé, acaçá são algumas sugestões.

b) Biologia e Química: Estudo dos alimentos de origem africana mais consumidos e de seus efeitos no organismo; confecção de cartazes, com os resultados, pelos alunos a serem expostos nos refeitório ( Estudo das proteínas, carboidratos, lipídios, minerais etc, presentes nesses alimentos e sua importância.

c) História: processo de incorporação dos alimentos africanos e afro-brasileiros pela população em geral.

d) Geografia: à margem do tráfico: sementes e mudas trazidas da África para o Brasil e suas adaptações ao solo tropical.

e) Física: Os óleos vegetais africanos e a primeira revolução industrial.

f) Inglês: Incorporação do vocabulário africano no léxico de Língua Inglesa.

g) Como atividade geral, a escola poderá servir no almoço um prático típico afro-brasileiro, decorando o refeitório com os cartazes etc.

2. ESTUDO DO CONTO “PAI CONTRA MÃE”, DE MACHADO DE ASSIS
a) Português e Literatura: Estudo do autor sob o ponto de vista da sua representação como autor afro-brasileiro e sua inserção nas questões relacionadas à escravidão.
Estudo do conto sob a perspectiva das estratégias discursivas de Machado para tratar de temas polêmicos como o que aparece em “Pai contra mãe”.
Sites: http://babilonia.ulusofona.pt/arquivo/revista_4/pdf_rev4/Dossier_rita_neves.pdf
No site, prof. portuguesa destaca a ironia e ambivalência presentes no conto machadiano–análise muito interessante que recupera a não casualidade do personagem principal do conto se chamar Cândido, como um oposto do Cândido de Voltaire.
http://www.ucm.es/info/especulo/numero38/paimae.html
No site, uma análise sucinta do conto que destaca o engajamento social de Machado.
http://www.osfilmes.com.br/cronicamente/materias/estado4.htm
Site da Revista de História da Biblioteca Nacional – volume de maio de 2008 traz artigo do prof. José Américo Miranda sobre poema escrito por Machado para as comemorações da Abolição.
http://www.revistadehistoria.com.br/v2/home/?go=detalhe&id=1591
http://www.freud-lacan.com/articles/article.php?url_article=lpdealencastro141105
Pai Contra Mãe, de Machado de Assis
www.dominiopublico.gov.br

b) Química, Biologia e História: Saberes empíricos: estratégias abortivas utilizadas pelas escravas. Plantas abortivas utilizadas pelos escravos: origens e difusão. Efeito da pressão, do terror e do medo de Arminda e suas interferências no aborto. Expectativas de sobrevivência das crianças escravas e os cemitérios dos anjinhos descritos pelos viajantes. Composição química de algumas plantas abortivas.

c) Geografia: descrição dos espaços do Rio de Janeiro como estratégia discursiva da ironia de Machado na denúncia dos horrores da escravidão.

d) Como atividade geral, a escola poderá projetar, depois do almoço, o filme Quanto Vale ou é por quilo?
Atividades que podem ser exibidas durante o intervalo ou no início das
aulas, pela manhã e pela tarde, ou ainda serem expostas permanentemente durante a semana do evento.

a) Colocar músicas afro-brasileiras cujas temáticas contemplem uma reflexão sobre a temática em questão. Sugere-se que essas músicas sejam colocadas nos 15 minutos que antecedem o início das aulas pela manhã, durante o horário de recreio/intervalo, e no horário de saída.
b) Projeção de filmes cujas temáticas possam suscitar reflexão. No anexo 3 apresentamos a relação de alguns filmes com uma pequena sinopse.
c) Convidar, conforme a demanda e a oferta local, palestrantes, poetas, grupos de dança, grupos de capoeira, grupos de percussão e outros para se apresentarem durante o intervalo.
d) Inaugurar a estante temática de africanidades.
e) Fazer o plantio de uma árvore africana importante no Brasil, de acordo com as conveniências do Campus ou fazer a criação de um vaso ou jardim temático com plantas africanas que podem ser as plantas medicinais ou ornamentais, ou ainda as utilizadas em rituais.
f) Fazer exposição de trabalhos de alunos nos espaços adequados para isso, dando visibilidade às discussões feitas em sala de aula.
g) Propor levantamento de contextos relativos à permanência do negro na sociedade brasileira, na comunidade em que está inserido o campus, de acordo com as possibilidades locais, para serem feitas exposições.

EXIBIÇÃO DE FILMES/DOCUMENTÁRIOS
Sugestões
Amistad
Direção: Steven Spielberg. Drama, EUA. 1897. (154 min)
Baseado em uma história real, o filme conta a viagem de escravos africanos que se apoderam de um navio onde estavam aprisionados e tentam retornar à terra natal.
Conhecedores da orientação lunar para navegação conseguiram prevalecer. Infelizmente, o navio é capturado e eles são levados para os EUA, onde aguardam um julgamento por crime e assassinato que termina por questionar o sistema judicial americano. Mas, para aqueles homens e mulheres sob julgamento, a sua luta maior é pelo direito do ser humano à liberdade.

As filhas do Vento
Direção: Joel Zito Araújo. Drama. Brasil. 2004 (85 min.), DVD, color.
O filme aborda temas pertinentes ás mulheres de qualquer parte do mundo, mas em uma pequena cidade do interior do Brasil. Em uma brilhante peça ficcional, de cunho político e social, o diretor substitui os tradicionais papéis estereotipados (comumente interpretados por atores negros e atrizes negras nas telenovelas brasileiras), por uma rica e multifacetada construção de personagens, mesmo quando habilmente emprega diversos recursos da dramaturgia da novela para se comunicar com grandes audiências.

Ganga Zumba:
Direção: Cacá Diegues. Drama. 1964. (92 min.), VHS, color
O filme começa num engenho de cana-de-açucar, no nordeste brasileiro, entre os séculos XVI e XVII. Inspirados pelo Quilombo de Palmares, uma comunidade de negros fugidos da escravidão situados na Serra da Barriga, alguns escravos tramam fugir para lá. Entre eles, se encontra o jovem Ganga Zumba, futuro líder daquela república revolucionária, a primeira de toda a América.

Hotel Ruanda
Direção: George Terry. Cine biografia. EUA. 2004. (122min.), DVD, color.
Ruanda é um país localizado na porção sul do continente (África Meridional ou Subsaariana).
O filme aborda a história real de um gerente de hotel, que abrigou centenas
de pessoas refugiadas, durante os conflitos ocorridos entre as etnias hutu e tutsi no ano de 1994.

Atlântico Negro - Na Rota dos Orixás
Direção: Renato Barbieri. Itaú Cultural, 1988. (52 min.), VHS, color
Apresenta a grande influência africana na religiosidade brasileira. Mostra a origem de as raízes da cultura jêje-nagô em terreiros de Salvador, que virou candomblé, e do Maranhão, onde a mesma influência gerou o Tambor de Minas. Um dos momentos mais impressionantes deste documentário é o encontro de descendentes de escravos baianos que moram em Benin, um país africano desconhecido para a maioria do brasileiros, mantendo tradições do século passado.

O Jardineiro Fiel
Direção: Fernando Meireles. Suspense. EUA. 2005 (125min.), DVD, color
Retrata o cenário de horror mascarado de diplomacia inglesa, no qual pretensos “deuses” brincam com vidas humanas no continente africano. O filme mostra que a vida dos africanos não vale nada para o mundo ocidental, são feitos cobaias da indústria famacêutica. Trocam suas vidas por uma “ajuda”. Medicamentos para AIDS, tuberculose e doenças que assolam o mundo são testados neles, sem um mínimo de humanidade e ética O filme é permeado por uma história de amor, mas o grande tema é o que a indústria farmacêutica faz com essa população.

Quanto Vale ou é Por Quilo?
Direção: Sérgio Bianchi. Drama. Brasil, 2005. (88min), DVD, color
O filme alerta para questões que parecem ter ficado no passado, mas que ainda existem atualmente, como a luta pelos direitos democráticos, a discriminação contra negros e pobres, o desrespeito, a lavagem de dinheiro, a corrupção, dentre outros.
O que mudou foi a roupagem, o opressor é o mesmo. Sendo assim, este é um excelente filme para ser trabalhado em sala de aula, possibilitará o desenvolvimento crítico e reflexivo dos alunos.

Quilombo
Direção: Cacá de Diegues. Aventura. Brasil. 1984 (119 min), VHS. color
No período escravocrata, os africanos trazidos pelos portugueses para o trabalho escravo nas plantações de cana-de-açúcar, que não suportavam os maus tratos dos senhores, quando possível fugiam para o interior do país e se organizavam em comunidades.
A mais famosa foi o Quilombo dos Palmares, cuja história é contada nesse filme. Nesse Quilombo não havia somente negros fugitivos, a eles se juntaram também os índios e os brancos que eram perseguidos ou estavam insatisfeitos com a vida que levavam.

Uma Onda no Ar
Direção: Helvécio Ratton. Drama. Brasil, 2002. (92min.), DVD, color.
Quatro jovens amigos que vivem em uma favela de Belo Horizonte tem um sonho: criar uma radia que dê voz às pessoas do local onde vivem. Eles conseguem realizar este sonho. Nasce a Rádio Favela, que conquista os moradores locais, por dar voz aos excluídos, mesmo operando na ilegalidade. O filme retrata também a vulnerabilidade social de sujeitos que mesmo marginalizados são protagonistas de uma “revolução” em comunicação.

Vista a Minha Pele
Direção: Joel Zito Araújo. Ficção, 2003 (15min), VHS, color.
Nessa história invertida que se passa com adolescentes na faixa etária de 12 a 16 anos, os negros pertencem a grupos sociais e culturais dominantes e os brancos foram escravizados e são estereotipados. Os países pobres são Alemanha e Inglaterra, enquanto os países ricos são, por exemplo, África do Sul e Moçambique. O vídeo serve de material básico para discussão sobre discriminação, racismo e preconceito em sala de aula e na sociedade em geral.

Onde encontrar estes filmes e outros? Sugiro:
> Em locadoras comerciais e alternativas.
> No Portal Curtas da Petrobrás - www.portacurtas.com.br
> Centro de Referência Audiovisual – CRAV –
http://www.pbh.gov.br/cultura/crav/aacrav.htm
> Centro de Documentação Eloy Ferreira da Silva – CEDEFES
www.cedefes.org.br/new/index.php

FONTE:

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Descobrindo Raízes

FONTE: http://rangelnovellino.blogspot.com

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

PROVA BRASIL 2011

As escolas de todo país já estão se preparando para a PROVA BRASIL 2011, avaliação que é feita a cada 2 anos no Brasil com o objetivo de testar o rendimento dos estudantes do 5º (4º) e 9º(8ª) anos(séries) do Ensino Fundamental, das escolas públicas do país, nas disciplinas de Matemática e Língua Portuguesa.
data da Prova Brasil 2011 será, no Estado do Paraná entre de 7 a 11 de novembro

A revista Nova Escola oferece para os professores todas as medidas detalhadas que devem ser tomadas a respeito da Prova 2011. Além dos professores ter um grande auxílio do MEC, que sempre quando o assunto é educação está envolvido em parceria com o INEP, criaram os modelos de provas para a  Prova Brasil. A Revista Nova Escola possui endereço eletrônico com informações detalhadas a respeito e acredito que todos os educadores envolvidos neste processo devem consultar.

Para mais informações visite o site oficial da revista nova escola, e confira os conteúdos que caíram na prova, para você se preparar e se destacar na sua escola.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

GÊNERO: Perfil de Redes Sociais

A proposta é:
1. Socialização da proposta: Elaboração de perfis de personagens da literatura brasileira:
- Dividir a sala em 8 grupos de 5 alunos;
- Cada grupo deverã escolher o personagem que irá assumir do livro "Capitães da Areia" de Jorge Amado;
- Antes terão que ler o livro;
- Os perfis serão montados como para uma rede social (Facebook ou Orkut);
- Depois dos perfis expostos, deverão interagir , acompanhando o desenrolar da história, com "postagens";


Achei esta proposta suuuuper interessante!!!!!
Obviamente que esta Sequência Didática precisa ser melhor explicitada e organizada no Plano de Ação.

Abaixo links para maior embasamento.


Perfil do personagem Dom Casmurro de Machado de Assis

Como seria o perfil de Macunaíma no Facebook?


FONTE:
http://escrevendoofuturo.blogspot.com/

domingo, 25 de setembro de 2011

A QUE PONTO CHEGAMOS E AINDA CHEGAREMOS???

Recebi por e-mail e achei que valia a pena compartilhar, afinal de contas é o nosso cotidiano... a realidade nua e crua que enfrentamos a cada dia... espero que gostem e comentem...


A QUE PONTO CHEGAMOS!!!
Esta é a mensagem que os professores de uma escola da Califórnia decidiram gravar na secretária eletrônica.
A escola cobra responsabilidade dos alunos e dos pais perante as faltas e trabalhos de casa e, por isso, ela e os professores estão sendo processados por pais que querem que seus filhos sejam aprovados mesmo com muitas faltas e sem fazer os trabalhos escolares. Eis a mensagem gravada:

"Olá! Para que possamos ajudá-lo, por favor, ouça todas as opções:
─  Para mentir sobre o motivo das faltas do seu filho - tecle 1.
─  Para dar uma desculpa por seu filho não ter feito o trabalho de casa - tecle 2.
─  Para se queixar sobre o que nós fazemos - tecle 3.
─  Para insultar os professores - tecle 4.
─  Para saber por que não foi informado sobre o que consta no boletim do seu filho
    ou em diversos documentos que lhe enviamos - tecle 5.
─  Se quiser que criemos o seu filho - tecle 6.
─  Se quiser agarrar, esbofetear ou agredir alguém - tecle 7.
─  Para pedir um professor novo pela terceira vez este ano - tecle 8.
─  Para se queixar do transporte escolar - tecle 9.
─  Para se queixar da alimentação fornecida pela escola - tecle 0.
─  Mas se você já compreendeu que este é um mundo real e que seu filho deve ser
    responsabilizado pelo próprio comportamento, pelo seu trabalho na aula, pelas
    tarefas de casa, e que a culpa da falta de esforço do seu filho não é culpa do professor, desligue, repense sua responsabilidade na educação dos seus filhos, tome um posicionamento e tenha um bom dia!"
“Essa negligência paterna e materna toma conta da sociedade... É tudo igual.... A grande maioria dos pais de hoje em dia se comporta assim... todos devem ser responsáveis por seus filhos, menos eles...
O resultado já está aí, em nossas salas de aula e nas ruas.. Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade???...
Que nada... sem limites nada funciona!

TEXTO ENVIADO AO GRUPO PROFESSORES SOLIDÁRIOS POR CARLA PADOAN